FANDOM


No ano de 2013, ocorrem eleições para todos os cargos gestores da UNISC: Reitor, Chefes de Departamento e Coordenadores de Curso. A gestão do reitor é de 4 anos, enquanto que as de chefe de departamento e de coordenador de curso são de 2 anos.

O período de homologação de chapas se dará entre os dias 8 e 10 de outubro. As eleições ocorrem na primeira quinzena de novembro, durante 5 dias, em dias ainda a serem definidos pela Comissão Eleitoral.

Demandas estudantis Editar

O DCE, enquanto entidade representativa dos estudantes, iniciou uma campanha de recolhimento de sugestões, a serem encaminhadas aos candidatos à Reitoria. Utilizando-se do espírito democrático, foi criado um espaço wiki para listagem de todas as propostas e elaboração conjunta da lista:

Mensalidades

  • Aumento da mensalidade não superior à inflação;
  • Discussão ampla e prévia sobre os valores a serem reajustados;

Transparência

  • Definição clara dos valores, com divulgação de tais preços de forma transparente, para facilitar comparações com outras instituições. Atualmente, o valor não está disponível em nenhum lugar;
  • Criação de um “Portal de Transparência” online, mostrando todas as contas da instituição. A UNISC, enquanto instituição comunitária, pública não-estatal, deve estar um passo a frente de outras, dando exemplo de transparência de modo simplificado, e não apenas com base nos seus conselhos e comissões;
  • Publicação, online, de uma agenda de reuniões, de todas as comissões, conselhos e reuniões setoriais, facilitando o trabalho de pessoas interessadas no controle e fiscalização;

Influência política e identidade regional

  • Ampliação dos ambientes de aprendizado, aumentando a participação da comunidade no ensino. Isto também ajudaria na questão do espaço físico;
  • Exercer maior influência na política municipal e regional. A UNISC é muito grande para abster-se da discussão de temas como, por exemplo, o sistema de mobilidade urbana e sistema de saúde;
  • Manter-se pioneira nas questões relativas ao comunitarismo e instituições comunitárias, principalmente buscando marcar posição junto às esferas de governo para requisição de recursos;
  • Ampliação do número de projetos de Extensão;

Infraestrutura do campus sede:

  • Ampliação e melhoria da qualidade da cobertura do sinal wireless da rede institucional, bem como aumento velocidade da internet, com políticas claras de gestão de bloqueios e divisão de banda;
  • Ampliação do número de salas de aula, bem como revisão dos seus tamanhos (algumas não suportam tantos alunos), podendo estimular a utilização de espaços alternativos para algumas disciplinas, desafogando o espaço físico da instituição;
  • Ampliação das áreas cobertas, facilitando deslocamento em toda a área do campus e dos estacionamentos às salas de aula, bem como a realização de adequada manutenção das coberturas já existentes (inúmeras possuem goteiras);
  • Ampliação do número de tomadas elétricas, tanto nas salas de aula, na biblioteca (também dentro das salas de estudos), quanto nos locais de convivência e estar (como CC, DCE, halls dos blocos);
  • Revisão dos contratos e maior transparência nos serviços terceirizados (em especial, lancherias, restaurantes e fotocópias);
  • Ampliação do número de lancherias e locais para alimentação (com mesas e cadeiras);
  • Criação de um restaurante subsidiado a preço acessível (RU);

Transporte/Mobilidade:

  • Ampliação de estacionamentos, associada a políticas que diminuam uso de carro como transporte individual;
  • Melhorias na acessibilidade, seguindo a NBR. Um exemplo prático: A rampa de acesso para deficientes físicos que vai do bloco 1 para a Biblioteca é íngreme, sinuosa e sem cobertura;
  • Maior arborização, em todas as áreas do campus. Nos locais com dificuldade de crescimento de grandes plantas (como as aterradas quando da instalação do campus), realizar estudo para avaliar quais espécies se adaptarão melhor;
  • Construção de para-ciclos e ciclovias, incentivando meios de transporte saudáveis e ecologicamente corretos;
  • Maior pressão sobre o município para mudança na estrutura viária do entorno do campus, caótica nos momentos de entrada e saída de aulas;
  • Melhorias de sinalização no campus, informando sobre os serviços ofertados e não só o número dos blocos. Um exemplo prático: usuários do GAJ vem a todo momento no DCE questionar onde fica o mesmo;

Infraestrutura Hospital Santa Cruz:

  • Colocação de um serviço de fotocópias na Ala Acadêmica. Este item foi considerado de prioridade máxima pelos estudantes da Medicina, mas beneficiará a todos os estudantes da área da Saúde;
  • Aumento do contingente de computadores para prescrições (os estudantes de Medicina ficam mais tempo aguardando do que utilizando os computadores), tanto na Ala São Francisco (clínica e cirúrgica) quanto na Pediatria;
  • Criação de sala de estar e descanso para os estudantes de todas as áreas de Saúde, assim como existe uma sala de estar para médicos residentes (em local que não haja circulação de pacientes, como por exemplo, a área do Espaço Acadêmico, no nível da Ala Santo Antônio, onde já existem os vestiários de estudantes, próximos à entrada para a Ala Acadêmica);
  • Ampliação de áreas de estudo no HSC, que atualmente são poucas, pequenas, mal estruturadas e ficam próximos a locais de circulação de pacientes. As salas de estudo são utilizadas, também, para análise de prontuário durante atendimentos e prescrições (nas que possuem computadores), causando tumulto e superlotação, pois são usadas por todos os cursos da área da Saúde;
  • Ampliação do uso da Ala Acadêmica por estudantes de todos os cursos da Saúde;

Espaços estudantis:

  • Mais espaços para utilização dos Diretórios Acadêmicos, principalmente nos blocos ainda em planejamento, tanto para mobilização estudantil como para conforto e lazer dos estudantes nos horários livres;
  • Melhoria no Bloco 21 (DCE), como ampliação da área ao ar livre e melhor utilização dos "fundos" do bloco;
  • Colocação de áreas de conforto e descanso, principalmente para alunos que possuem aulas em mais que um turno no mesmo dia. Por exemplo, a colocação de mais sofás e puffs no DCE;
  • Melhoria do espaço DCE para a realização de festas ou criação de outro espaço para tal fim;

Movimento estudantil:

  • Mudança na carteirinha estudantil. A de 2013 não tem foto (sempre tinha), o que dificulta a utilização em outros locais, que necessitam comprovação de que a pessoa é estudante (como o cinema, por exemplo);
  • Mudança na forma de cobrança da taxa estudantil, direto no boleto, e caso o aluno não queira, venha até o DCE cancelar. A alteração para o modelo atual foi proposta no CONSUN para subfinanciar o movimento estudantil;
  • Abono de faltas para participação de reuniões de Colegiados;
  • Criação de canais de escuta direta às demandas estudantis. Por exemplo, universidades como a UFRGS, FURG e UFPel possuem até uma pró-reitoria de assuntos estudantis.
  • Criação de espaço no site da UNISC, ou criação de hospedagem no servidor central, para melhor divulgação das atividades das entidades de representação estudantil;

Incubadora tecnológica:

  • Criação de um tempo de carência para início da cobrança de aluguel pela sala;
  • Ampliação do número de empresas incubadas;

Capacitação pedagógica

  • Estímulo à capacitação pedagógica dos professores, bem como a cobrança de atualizações constantes em ensino-aprendizagem, assim como é cobrada atualização em temas técnico-científicos da área de atuação do professor;

Pesquisa:

  • Aumento do valor do repasse do Fundo de Pesquisa e Extensão para cada trabalho apresentado em congresso (2 créditos é pouco, dependendo do tamanho do congresso, e são nos maiores congressos que a UNISC ganha mais visibilidade);
  • Articular a Pesquisa com a Graduação (atualmente, está muito mais voltada à Pós-Graduação);
  • Bolsas de pesquisa (PUIC, por exemplo) também para alunos do PROUNI;
  • Ampliação de mestrados;
  • Ampliação do número de revistas científicas editoradas pela UNISC;

Serviços

  • Diminuir a burocratização de todos os processos de atividades-meio, tornando a instituição mais flexível a mudanças e inovações;
  • As cotas de impressão devem ser de livre uso do estudante, sem censura, como ocorre hoje;
  • A prova de proficiência em língua estrangeira necessita uma maior transparência. Hoje, é negado ao aluno a revisão da prova ou um pedido de recorreção;
  • Criação de uma creche universitária, para funcionários, docentes e alunos poderem trazer seus filhos menores;
  • Implantação de moradia estudantil, como defendido pelo DCE há anos;

Grandes eixos Editar

De forma geral, os estudantes fizeram solicitações nos grandes eixos abaixo expostos, criados com base na análise dos itens citados, que devem constar em todas as ações realizadas pela instituição:

  • Transparência
  • Influência política e inserção na comunidade
  • Infraestrutura física
  • Estímulo à participação estudantil
  • Desburocratização de processos

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória